Precisa de Ajuda?
  • Entre em contato - 11 4266-1480
  • Procedimentos para Internação Involuntária

    Sobre a internação involuntária é preciso destacar que a mesma é apoiada veementemente pela Lei Federal 10.216/2004, lembrando sempre que ela é a responsável por dispor sobre a proteção dos diretos dos dependentes químicos e das pessoas com transtornos mentais e que ainda regula as internações.

    Sendo assim, essa pode ser a única forma de garantir a integridade da pessoa que está doente, assegurando ainda que os familiares fiquem seguros, visto que a pessoa que é dependente pode ficar mentalmente instável.

    Por que uma internação involuntária?

    Realmente antes de compreender quais são os procedimentos para internação involuntária, precisamos salientar que a mesma é solicita diretamente pela família, sempre lembrando que a pessoa que vai solicitar precisa assinar uma autorização e ter ligação consanguínea com o dependente.

    Entre os familiares que podem fazer essa solicitação podemos destacar, mãe, pai e filhos, lembrando que a dependência química ou alcoólica realmente acaba sendo um enorme desafio para o usuário e familiares.

    Na realidade, a esperança é que a pessoa que está doente reconheça a doença e veja que precisa de um tratamento que deve ser indispensável, para então conseguir frear por completo as consequências que esse vicio traz, entre as consequências podemos destacar: perda de emprego, falta de interesse na vida social e afastamento de amigos que estão sadios e saudáveis.

    Desta forma, sabemos que nos casos mais graves a internação involuntária, acaba sendo a única esperança aos familiares, sendo que a mesma é aquela em que o dependente realmente é internado contra sua vontade e claramente pode ser a única solução viável para esse quadro.

    Lembrando que esse tipo de internação é previsto por lei, sendo que pode ainda ser uma opção extremamente benéfica para essa pessoa que está doente, e que se encontra além de suas capacidades normais.

    Como encontrar ajuda?

    Aqui o ideal é que Procure Ajuda- Clínicas de Recuperação Dependência Química e Alcoolismo, onde podemos destacar que estamos presentes por todos os estados do Brasil, atendemos ainda homens e mulheres que sejam maiores e menores de idade.

    Além do mais, contamos com experiência de 18 anos nesse mercado de ajuda aos dependentes e aos familiares, lembrando que existe a possibilidade solicitar internações diretamente pelos planos de saúde da Amil, Bradesco, Sul América, Unimed, entre outros.

    O mais importante aqui é entender que seu familiar precisa realmente de ajuda especializada, sendo que o mesmo pode contar com essa ajuda em nossas clínicas, sempre prestando um atendimento diferenciado e focado também nos familiares que estão ajudando ao adicto.

    Veja os procedimentos para uma internação involuntária

    No caso da internação involuntária podemos destacar que a mesma é diferente da internação voluntária e compulsória, sendo que nesse caso o paciente não enxerga que está com problemas de saúde, entretanto, a família acredita então ser a única solução para esse caso.

    Sendo assim, os familiares que possuem ligação consanguínea com o adicto pode finalmente acionar essa internação através de sua assinatura de uma autorização. Logo depois dessa assinatura, um médico deve então examinar o dependente, e por fim emitir um laudo comprovando então a necessidade de uma internação para o caso.

    Logo em geral, esse pedido é encaminhado para uma clínica particular ou ainda de uma unidade do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), sendo que essa pode ser a única chance do dependente e de sua família.

    Entre em contato

    © 2020 - Procure ajuda clínicas de recuperação