Precisa de Ajuda?
  • Entre em contato - 11 4266-1480
  • Na nossa sociedade, o consumo de bebidas alcoólicas não é visto como um problema, sendo incentivado e romantizado. Em muitos casos, está associado a juventude, bem-estar e beleza. As propagandas de álcool são sempre muito alegres e incentivam o seu consumo.

    Por esses motivos, no Brasil, o álcool é a droga recreativa mais popular. O consumo de cerveja, cachaça, vinho, são parte da cultura do país, o que leva as bebidas a estarem presentes nas principais festas e eventos sociais. Assim, o consumo de álcool é aceito e é estimulado, o que pode levar as pessoas beberem exageradamente.

    O que é um consumo exagerado de álcool? 

    O álcool é uma droga que costuma ser consumida em excesso para obter os efeitos “prazeroso” que ela possibilita. O problema é que ela traz prejuízos para a saúde psicológica e física, sem trazer todo o bem-estar e felicidade que as propagandas mostram. A bebida pode destruir famílias e uma vida profissional promissora.

    Pode ser considerado um consumo moderado aquela pessoa que vai beber álcool, fazendo de maneira esporádica ou em quantidades pequenas. Assim, vai beber 1 ou 2 drinks por dia, por no máximo 5 dias da sua semana. 

    Há também aquele que bebe álcool em excesso, ou seja, em uma quantidade que vai trazer prejuízos para o seu corpo. O consumo excessivo de bebida vai expor a pessoa um risco elevado de ter problemas relacionadas a bebida, como é o alcoolismo, disfunções de órgãos importantes ou câncer.

    De maneira geral, aquele que bebe de maneira exagera é quem tem toma mais de 7 drinks por semana para as mulheres e 14 drinks por semana para homens. Também pode ser aquela pessoa que pelo menos 1 vez na semana tem o consumo de mais de 3 drinks para as mulheres ou mais de 4 para os homens. Com o episódio de uma embriaguez por semana. Outro fator é o consumo de mais de 20 dias seguidos de bebida em qualquer quantidade.

    O que é o alcoolismo?

    Nem todo elitista pesado vai se tornar um alcoólatra, mas corre um risco bem elevado. A pessoa com dependência de álcool apresenta um padrão de consumo destrutivo, que pode estar associado a alguns fatores.

    Pode ter relação com a tolerância, onde a pessoa precisa beber quantidades cada vez maiores para obter o efeito de embriaguez. Os sintomas de abstinência também podem trazer momentos desconfortáveis ao tentar parar de beber. A perda de controle em relação a quantidade de álcool consumida, o que faz com que a pessoa beba mais do que planejava.

    Também pode estar associado a um desejo de cortar ou reduzir o consumo de álcool, mas que não dá certo. A pessoa também passa uma boa parte do seu dia pensando, comprando ou consumindo álcool. Começa a negligenciar as atividades profissionais e sociais. Continuar bebendo mesmo sabendo dos problemas físicos e psicológicos também são um alerta.

    Assim, ao identificar os sintomas do alcoolismo é muito importante procurar por um tratamento. Procure Ajuda – Clínicas de Recuperação Dependência Química e Alcoolismo está presente em todos os estados do Brasil, oferecendo um atendimento para homens e mulheres, maiores e menores de idade, com uma extensa experiência na área.

    Entre em contato

    © 2020 - Procure ajuda clínicas de recuperação